VOCÊ TEM MAIS DE 18 ANOS??

SIM NÃO

XINGU BLACK

A Xingu é uma Dark Lager que tem notas tostadas, corpo médio e uma renda que fica no copo por conta da sua espuma bege. Equilibrada e fácil de beber, é uma cerveja marcante e refrescante.

Esta é uma cerveja de grande sucesso e vendida em todo o mundo.
A Xingu Black conta com fãs que vão de críticos de cerveja, experts, gourmands ou apaixonados pela bebida.

Xingu Black ganhou duas vezes a medalha de ouro do Beverage Testing Institute como a melhor Dark Lager do mundo. Foi também Medalha de Ouro no Los Angeles International Beer Competition de 2017 na categoria Dark Lager.

Compre aqui

XINGU BLACK

A Xingu é uma Dark Lager que tem notas tostadas, corpo médio e uma renda que fica no copo por conta da sua espuma bege. Equilibrada e fácil de beber, é uma cerveja marcante e refrescante.

Esta é uma cerveja de grande sucesso e vendida em todo o mundo.
A Xingu Black conta com fãs que vão de críticos de cerveja, experts, gourmands ou apaixonados pela bebida.

Xingu Black ganhou duas vezes a medalha de ouro do Beverage Testing Institute como a melhor Dark Lager do mundo. Foi também Medalha de Ouro no Los Angeles International Beer Competition de 2017 na categoria Dark Lager.

XINGU BLACK

A Xingu é uma Dark Lager que tem notas tostadas, corpo médio e uma renda que fica no copo por conta da sua espuma bege. Equilibrada e fácil de beber, é uma cerveja marcante e refrescante.

Esta é uma cerveja de grande sucesso e vendida em todo o mundo.
A Xingu Black conta com fãs que vão de críticos de cerveja, experts, gourmands ou apaixonados pela bebida.

Xingu Black ganhou duas vezes a medalha de ouro do Beverage Testing Institute como a melhor Dark Lager do mundo. Foi também Medalha de Ouro no Los Angeles International Beer Competition de 2017 na categoria Dark Lager.

HISTÓRIA

Cerveja Xingu: inspirada pelo Brasil

Anos 80´s

Nos anos 80, o norte-americano Allan Eames (escritor e especialista em antropologia e história da cerveja) e sua então esposa, Anne Latchis, fizeram uma visita à região da Amazônia brasileira para ouvir histórias e aprender sobre os fermentados dos povos originários/indígenas do Xingu. Inspirados em mitologias do século XVI, queriam saber mais sobre as bebidas fermentadas de milho e mandioca.

E a história sobre uma cerveja escura foi a que mais lhes encantou. Movidos por essas histórias de tantos sabores e cores, em um mercado de cervejas artesanais em transformação, buscaram desenvolver uma cerveja brasileira que trouxesse em sua receita esses elementos. E encontram, aqui no Brasil, o empresário carioca Cesario Mello Franco, que topou encarar o desafio de construir uma marca para representar a brasilidade e ser distribuída em outros países.

O primeiro desafio era encontrar uma fábrica para iniciar a produção. E foi na cidade de Caçador, Santa Catarina, onde uma fábrica de mesmo nome, que havia sido inaugurada em 1936, aceitou o desafio de brassar uma cerveja Lager escura.

O primeiro lote de Xingu foi então fabricado em 1987

O primeiro lote da cerveja Xingu chega ao Porto de Boston/EUA em Fevereiro de 1988. A cerveja foi para o Culinary Institute of America no Hyde Park – NY, onde foi aclamada como uma ótima cerveja e ganhou o status de cerveja de qualidade para ser consumida. Em março, todo o estoque já havia sido vendido nos Estados Unidos.

Ainda este ano, o famoso jornal The New York Times fez, na edição de domingo, uma reportagem sobre a cerveja brasileira que ganhou fama no país – “The mellow art of the micro brew”. A cerveja escura, macia, leve e saborosa ainda trazia uma novidade: as garrafas de 640 ml, enquanto os norte-americanos estavam acostumados com as de 350ml.

No Brasil a cerveja começa a ser vendida em alguns locais também com grande aceitação e sucesso. Ainda em 88, Antonio Houaiss escreve uma carta que diz “vai cair do céu para os nossos degustadores de cerveja preta, hoje tão rara entre nós. Meio leve, meio amarga, de espuma finíssima e densíssima que requinta seu contacto labial aveludadamente consistente, tem a fluidez que alicia, acaricia e estimula as papilas e mucosas. Vai haver clube xingubibentes.”

Anos 90´s

Os anos 90 foram uma década de expansão para a marca. A Xingu se tornou a cerveja brasileira com maior volume de exportação, representando 63% das vendas do país ao exterior.

Para além do sucesso nas vendas, o reconhecimento da receita vem pela conquista de diversos prêmios na área, como a All About Beer Magazine – Gold Medal 90 Pontos, e duas vezes a medalha de Ouro do Beverage Testing Institute (Categoria Dark Lager); e ainda um importante destaque entre as publicações especializadas.

Michael Jackson, importante escritor inglês, em sua visita ao Brasil, experimenta a Cerveja Xingu em um pub. “It was delicious”, comentou ele, em um de seus artigos publicados na revista All About Beer, no final da década.

Anos 2000´s

A marca da Xingu no Brasil é comprada por uma grande empresa do setor e ganha espaço e destaque no cenário nacional, aumentando sua cadeia de produção e distribuição, conquistando as prateleiras e geladeiras dos consumidores brasileiros.

No exterior, são desenvolvidas novas versões e diferentes estilos são produzidos, trazendo uma proposta de ampliar a marca, consolidando sua importância nos mercados Norte-americano e Europeu. Ainda em 2017, ganha a Medalha de Ouro no Los Angeles International Beer Competition na Categoria Dark Lager.

No começo dos anos 20´s, no Brasil, a Xingu reescreve sua a história, e retoma suas origens. Saindo dos grandes players, a marca retorna ao empresário Cesario Mello Franco e sua esposa Luise W. Mello Franco.

A receita original, com ingredientes de altíssima qualidade e respeitando os processos artesanais de produção, agora é produzida em novas fábricas pelo país e ganha ares de nostalgia, com as gerações que tomaram Xingu nos últimos 30 anos.

A Xingu quer ser a cerveja escura mais vendida no Brasil, continuar como uma cerveja de qualidade, alma brasileira, conquistando paladares e marcando momentos. Atualmente a cerveja é produzida e vendida em diversos países.

A Xingu é a cerveja de gerações, que conversam à mesa, contam histórias e também constroem suas próprias memórias sensoriais, sempre brindando esses encontros e aventuras.

SUPERA o tempo

DESBRAVA os sentidos

#xingubibentes

TIME XINGU

ONDE ACHAR?

Entre em contato com os varejistas indicados para confirmar se têm Xingu em estoque.
Outros varejistas não listados aqui podem estar estocando Xingu em sua cidade.